Buscar
  • Lucas Chiquetto

Nostalgia na pele e na alma | 20 anos de Tomb Raider

Atualizado: Jun 22


Dias atrás, eu assisti, pela milésima vez, um filme muito especial para mim. Me lembro dele como se fosse hoje. Há 20 anos, a internet não era tão popularizada e de fácil acesso como é hoje. Muitas vezes, a gente só ficava sabendo das novidades do entretenimento por meio de revistas impressas, o que fazia a informação muitas vezes deixar de ser novidade.


Me lembro que estava no cinema da cidade onde morava, aguardando para a assistir ao filme que havia programado para ver, quando, de repente, apareceu o trailer do filme Lara Croft Tomb Raider.



Quando vi a atriz Angelina Jolie fazendo acrobacias, caras e bocas no papel da arqueóloga britânica, eu fiquei arrepiado dos pés à cabeça e não conseguia tirar os olhos da telona. Ela era a perfeita Lara Croft. Aquele trailer me agradou muito como um super fã de Tomb Raider. Foi amor à primeira vista, pela atriz e pelo filme.


Eu fiquei tão animado com aquele trailer que não conseguia mais nem prestar atenção no filme que havia ido para assistir.



Desde então, todas as revistas que tinham uma figurinha da atriz ou da própria personagem na capa, eu comprava. Me lembro de ter tido mais de 200 revistas no guarda-roupa, que, de tempo em tempo, eu revia.


Lara Croft Tomb Raider fez a carreira de Angelina Jolie, no mundo dos filmes de ação, decolar, e deixou o coração dos fãs em chamas de tanta animação. Inclusive, até hoje, não é possível desconectar o nome da atriz da personagem dos games, por mais que a Alicia Vikander já tenha “substituído” Jolie no papel da arqueóloga britânica.



Por mais que tenha completado 20 anos desde a estreia do filme, ele consegue ser atual. Os efeitos especiais ainda são bons. A narrativa ainda é boa (amo astronomia, então, a história me deixou ainda mais empolgado), o fato dela ter atuado ao lado do pai, John Voight, foi um marco na carreira dos dois; entre outros vários motivos. Lara Croft Tomb Raider foi, para mim, um dos melhores filmes baseados em games até hoje. Na adaptação, algumas coisas foram mudadas, mas, mesmo assim, tinha muito da Lara Croft clássica em Angelina Jolie e no filme.



Essas mudanças foram estudadas por mim, como conclusão de curso, quando me formei em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda. Eu fiz uma série de análises intertextuais entre os filmes, quadrinhos e games. E, para finalizar a minha apresentação naquela época, eu criei um vídeo, que você pode conferir abaixo. Infelizmente, em 2008, quando me formei, ainda não falávamos sobre 4K, então, a resolução não está muito boa, mas vale a pena conferir.



A propósito, quando me pós-graduei em Gerenciamento em Marketing e Inovação, meu trabalho de conclusão de curso, claro, também tinha Lara Croft e Tomb Raider, mas dentro de um contexto de games. Mas aí fica para uma outra história.


Isso mostra um pouquinho como Lara Croft e Tomb Raider sempre fizeram e ainda fazem parte da minha história de vida.


Para mim, em cada filme que eu vejo de Angelina Jolie nos cinemas, eu vejo um pouquinho de uma Lara Croft que sempre estará viva dentro do coração daquela rebelde de coração enjaulado, independente de quantos anos ela tenha. E, claro, que dentro do nosso também.


#laracroft #tombraider #laracrofttombraider #angelinajolie

33 visualizações